domingo, 26 de fevereiro de 2012

*Carta de Suicidio de Kurt Cobain (traduzida)

"Para Boddah,

Falo na língua de um simplório experiente que obviamente gostaria muito mais de ser um covarde resmungão. Esta nota deveria ser bem mais fácil de ser compreendida. Todos os avisos do "Punk Rock 101 Courses" durante todos esses anos (é a minha iniciação do que poderíamos chamar da ética envolvida com a independência e com o engajamento de sua comunidade) foram provadas como verdadeiras. Eu não sentia a excitação de escutar, assim como de ler e criar música, e de compor algo por tantos anos. Me sinto culpado de dizer estas coisas através dessas palavras. Por exemplo, quando estamos no ‘backstage’ e as luzes se apagam e o rugido enlouquecido da multidão começa. Isto não me afeta da maneira que afetava o Freddie Mercury, que parecia adorar e gostar do amor e da admiração da platéia, o que é algo que eu admiro e invejo totalmente.

O fato é que eu não posso enganar você, nenhum de vocês. Simplesmente não é justo com você nem comigo. O pior crime que eu poderia pensar seria o de afastar as pessoas, enganando-as, fingindo que eu estava curtindo, me divertindo 100%. Às vezes sinto que eu deveria levar uma porrada cada vez que subisse nos palcos. Eu já busquei forças para gostar disso, e eu gosto, Deus acredite em mim, eu gosto, mas não é o suficiente. Eu aprecio o fato de que nós comovemos e entretivemos muita gente. Devo ser um daqueles narcisistas que só gostam das coisas quando elas acabam. Sou muito sensível, preciso estar ligeiramente entorpecido para recobrar o entusiasmo que eu tinha quando era criança. Nas nossas últimas três turnês, comecei a gostar mais de todas as pessoas que conheci, pelo lado pessoal e pelo lado de fãs da nossa música. Mas ainda não consigo superar a frustração, a culpa e a empatia que eu tenho por todos.
Há bondade em todos nós e eu simplesmente amo muito as pessoas. Amo tanto, que isto faz me sentir tão fudidamente triste. Sou um cara do signo de Peixes, triste, que ninguém dá atenção, um devoto cristão. Por que você simplesmente não relaxa e curte? Não sei! Tenho uma esposa que é uma deusa e que transpira ambição e empatia, e uma filha que me lembra bastante o jeito que eu costuma ser, cheia de amor e alegria, beijando cada pessoa que ela encontra porque todo mundo é legal e não vai machucá-la. Não suporto pensar na Frances tornando-se uma pessoa infeliz, auto-destrutiva uma roqueira da morte, coisas que eu me tornei.Eu tô legal, tô numa boa, e sou muito agradecido por isso, mas desde os 7 anos me tornei odiável perante as pessoas em geral. Isso porque parece tão fácil para os outros se darem bem e ter empatia entre si. Só porque eu amo e sinto muita dó das pessoas, eu acho. Obrigado a todos, do fundo da minha úlcera, pelas cartas e demonstrações de preocupação durante os últimos anos. Eu sou muito de lua! Não tenho mais aquela paixão, então, lembre-se: é melhor apagar de uma vez do que ir sumindo aos poucos. Paz, Amor, Empatia. Kurt Cobain.
Frances e Courtney, eu estarei em seu altar.
Por favor, continue, Courtney, pela Frances.
Para que a vida dela seja muito mais feliz sem mim. EU AMO VOCÊS. EU AMO VOCÊS."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário